15/10/2017

Na Rota das Colheitas: Mais de três centenas de atletas na Rural Race 2017!


A Rural Race vai apenas na segunda edição, mas já conquistou o coração do público. Hoje, 14 de outubro, mais de 300 atletas, vindos de vários pontos do país, chegaram à freguesia da Loureira (Vila Verde) para 10 Kms de corrida, obstáculos e muita diversão. Um percurso à beira-rio que levou os participantes por locais de grande beleza natural, onde enfrentaram mais de 30 obstáculos com diferentes níveis de dificuldade. Além dos obstáculos naturais, tiveram que ultrapassar pirâmides de madeira, paredes, pneus, poças, fardos, escadas, paletes… Uma panóplia diversificada e bastante original de barreiras colocadas no percurso pela organização.  A Rural Race 2017 foi organizada EJAH - Eulália Jovem Associação Humanitária, com o apoio do Município de Vila Verde e da Junta de Freguesia da Loureira, e insere-se na programação turístico cultural Na Rota das Colheitas, que de agosto a novembro se desdobra em 35 iniciativas de promoção da genuína tradição do Minho.

O ponto de partida e de chegada dos atletas foi o Largo da Ponte Nova, na Loureira, um zona fluvial de lazer de grande beleza natural. Pelo meio, um percurso de 10 Kms com dezenas de obstáculos, alguns naturais outros colocados pela organização. A prova incluiu também uma vertente solidária, já que parte da receita será utilizada para adquirir alimentos, que na altura do Natal serão entregues às famílias carenciadas do concelho pelo Apoio de Ação Social do Município de Vila Verde.  Nota de destaque também para os cerca de 60 voluntários que ajudaram a dar corpo à iniciativa. No final, o balanço foi extremamente positivo. O presidente da EJAH, Daniel Sousa, não escondeu a satisfação pelo êxito da Rural Race e agradeceu a todos os voluntários e patrocinadores pelo apoio. Em especial ao “Sr. Mota”, dono do campo onde se encontravam 14 dos obstáculos da prova, e ao Município de Vila Verde, que construiu o maior desafio da prova, o ‘King Kong’.

Solidariedade, desporto e promoção do território
O grau de dificuldade aumentou e o feedback dos participantes foi “muito positivo”. “Foi um trabalho árduo, de vários meses. Este ano já tivemos aqui atletas profissionais, com participações no circuito mundial, e acredito que temos condições para continuar a crescer”, afirmou Daniel Sousa. A Rural Race tem como objetivo incitar à prática desportiva. A componente rural e os obstáculos relacionados com a vida no campo foram implementados no percurso com o objetivo de valorizar e promover as potencialidades da freguesia e do concelho, avançou o presidente da EJAH, frisando que a componente solidária da prova também é extremamente importante.

Promoção do concelho e da região
Por sua vez, o vereador do Desporto do Município de Vila Verde deu os parabéns aos organizadores pelo crescimento da iniciativa, tanto na qualidade do percurso como no número de participantes. Patrício Araújo prosseguiu sublinhando que, além da componente desportiva, a prova também tem uma importante função social (parte da receita reverte a favor de causa solidária) e até turística. “É um excelente meio de promoção da região. Por um lado, porque se insere Na Rota das Colheitas, um cartaz de divulgação das potencialidades do concelho, e por outro, porque o percurso leva os participantes por locais de grande beleza paisagística”, afirmou, acrescentando que a organização está de parabéns pelo excelente trabalho desenvolvido.

Feedback extremamente positivo

O presidente da Junta de Freguesia da Loureira, Pedro Dias também marcou presença no evento e mostrou-se bastante satisfeito pelo feedback obtido junto dos participantes. “O número de participantes aumentou e as pessoas mostram-se muito contentes. Gostaria de deixar uma palavra de apreço à organização e a todos os voluntários. Veio muita gente de fora que ficou a conhecer as nossas zonas ribeirinhas, um dos maiores atrativos turísticos da freguesia e do concelho”, concluiu Pedro Dias.

Clique na imagem e veja o álbum completo.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Na Rota das Colheitas 2016. Obrigada pelo seu comentário.

Na Rota das Colheitas 2017