06/10/2017

Encontro Nacional trouxe mais de 500 Tocadores de Cavaquinho à Festa das Colheitas de Vila Verde


A XXVI Feira Mostra de Produtos Regionais continua a atrair milhares de visitantes que chegam a Vila Verde para sentir na primeira pessoa o pulsar do mundo rural, a força da cultura popular e a genuína tradição do Minho. O grande destaque do segundo dia (05 de outubro) da Festa das Colheitas de Vila Verde vai para o Encontro Nacional de Tocadores de Cavaquinho, um autêntico hino à música popular. Ao longo do dia, entre as 10h00 e as 20h00, passaram pelo Palco das Colheitas mais de 500 tocadores para uma maratona musical que fez o recinto vibrar ao som dos acordes dos instrumentos da música tradicional portuguesa. Paralelamente, as exposições e oficinas de instrumentos de cordas ajudaram a enriquecer a iniciativa. Nota de relevo ainda para as atividades do serão, a recriação fiel de uma desfolhada de milho e a Grande Noite da Desgarrada.

O Município de Vila Verde aceitou o desafio lançado pela INATEL (com o apoio do Grupo de Cavaquinhos de Soutelo) e abraçou o projeto desde o primeiro minuto. O presidente do Município, António Vilela, não escondeu a satisfação por receber as centenas de tocadores de cavaquinho, de todas as idades e vindos de vários pontos do país, que chegam a Vila Verde para um dia de música e muita animação. O edil mostrou-se contente com o sucesso de um evento recente que “tem todas as condições para continuar a crescer durante os próximos anos” e deixou uma forte palavra de reconhecimento e agradecimento a todos os tocadores que ajudaram a abrilhantar o segundo dia da Festa das Colheitas 2017. O Encontro Nacional de Tocadores de Cavaquinho encaixou como uma luva na estratégia municipal de promoção e valorização da cultura local. “Somos uma terra de tradição. A Festa das Colheitas continua até domingo com um programa muito rico. No Domingo, a tradição do Minho e as tradições de Portugal vão chegar a todo o mundo através da emissão de seis horas da TVI”, concluiu António Vilela.

Desfolhada de milho como manda a tradição
Com o serão chegou o esplendor do mundo rural em toda a sua plenitude. Associação de Folclore de Vila Verde organizou a recriação de uma desfolhada de milho como manda a boa tradição minhota e nem faltou a animação musical para animar as hostes, graças À atuação Rancho Folclórico de Aboim da Nóbrega. As canas de milho chegaram ao recinto transportadas por um carro de bois. Envergando os trajes de época, um grupo de homens e mulheres seguia a junta de bois e fazia ecoar pelas redondezas as canções alegres da música popular. De seguida, espalharam-se as canas numa eira improvisada no recinto e começou a desfolhada propriamente dita. No final, para recuperar energias, uma boa merenda regional (broa, sardinhas assadas, tacos de bacalhau fritos e vinho), que foi partilhada com o público presente no local.

Muita alegria e diversão na Noite da Desgarrada
No final, ainda houve força para dançar (e soltar umas boas gargalhadas) ao som das concertinas e das típicas desgarradas minhotas, com um despique saudável e muito divertido entre os artistas. A Grande Noite da Desgarrada trouxe à Festa das Colheitas uma dezena dos mais conhecidos cantadores e tocadores de toda a região, um hino à música popular do Minho que espalhou pelo recinto uma onda de animação e diversão contagiante. O público não se fez rogado e compareceu em massa, milhares de pessoas que criaram uma bela e imensa moldura humana no recinto.


Hoje é o Dia da Gastronomia e do Vinho
Hoje, 06 de outubro, Dia da Gastronomia e do Vinho, aguarda-nos um programa bastante recheado. Dos ateliers diversificados aos concursos das colheitas (artesanato, mel e doces típicos), passando pela 10ª Festa do Vinho, pelo showcooking, pela Mega Aula das Colheitas Intergeracional, pela Mostra de Talentos, pela Pisada de Uvas e pelo espetáculo de música ao vivo, não faltam bons motivos para visitar a Festa das Colheitas / XXVI Feira Mostra de Produtos Regionais. Nota de destaque ainda para os 177 expositores presentes no recinto (artesanato, produtos agrícolas, associações, instituições, marcas…) e para o Dia Das Especialidades Regionais no 12º Festival Gastronómico, dinamizado pelos restaurantes e tasquinhas presentes no recinto.











Sem comentários:

Enviar um comentário

Na Rota das Colheitas 2016. Obrigada pelo seu comentário.

Na Rota das Colheitas 2017